Tekie
By iTech



Beyond

24/04/2014
 

Zurich identifica sete riscos cibernéticos que ameaçam choque sistémico

Estudo da Zurich alerta que as organizações devem melhorar sua resposta a riscos cibernéticos para evitar um choque global semelhante à crise financeira de 2008. O relatório revela que nem mesmo os profissionais de segurança cibernética estão certos sobre como uma falha de uma organização ou tecnologia poderia desenvolver um risco sistémico.

O Relatório de Riscos Cibernéticos da Zurich, elaborado em colaboração com o Atlantic Council – um think tank internacional – argumenta que os profissionais de gestão de riscos cibernéticos não se devem limitar a observar as suas proteções internas de tecnologia da informação e devem compreender os riscos que podem afetar colaboradores, fornecedores, cadeias de abastecimento, tecnologias disruptivas, infraestruturas e choques externos.

A Zurich alerta que o aumento desses riscos pode criar uma falha em escala semelhante à crise financeira de 2008. Tais riscos interligados são agravadosquando uma empresa externaliza a gestão dos seus servidores, da tecnologia da informação e da segurança cibernética, para dar prioridade às suas atividades principais. Pouco se sabe sobre a gestão e salvaguarda da informação por terceiros, que,por sua vez, podem externalizar atividades para outras empresas.

 

O relatório sugere que as organizações incorporem as melhores ideias da gestão corporativa, como, por exemplo, a criação de um Conselho de Estabilidade Cibernética G20+20 para aperfeiçoar a gestão de riscos cibernéticos e identificar e melhorar a gestão das G-SIIOs (Organizações de Internet Globais de Significativa Importância).

 

O relatório identifica os sete riscos interligados:

 

 

  Descrição Exemplos
Empresa interna de TI: Risco associado ao conjunto acumulado da TI (maior parte interna) de uma organização Hardware; software; servidores; pessoas e processos relacionados
Contrapartes e parceiros: Risco de dependência ou interconexão direta (geralmente não contratual) com uma organização externa Parcerias de pesquisa universitárias; relação entre bancos concorrentes ou que cooperam entre si; joint ventures corporativas; associações do setor
Outsorcing e prestadores de serviço: Risco proveniente da relação contratual com prestadores de serviços de RH, jurídico ou de TI e fornecedor da cloud

 

Fornecedores de TI e cloud; RH, jurídico, contabilidade e consultoria; externalização de produção
Cadeia de abastecimento: Riscos para as cadeias de fornecimento do setor de TI e riscos cibernéticos para cadeias de abastecimento tradicionais e logística Exposição a um único país; produtos falsificados ou adulterados; riscos de ruptura de cadeia de abastecimento
Tecnologias disruptivas: Riscos dos efeitos invisíveis das disrupções, quer provenientes das novas tecnologias ou daquelas que já existem, mesmo que pouco conhecidas IFT (Internet of Things); rede inteligente; implantação de dispositivos médicos; carros com piloto automático; ampla economia automática digital
Infraestrutura: Riscos das disrupções de infraestrutura nas quais economias e sociedades confiam, especialmente aquelas relacionadas à eletricidade, finanças, sistemas e telecomunicações A infraestrutura da internet como IXPs (Pontos de Intercâmbio de Internet), cabos submarinos e algumas empresas e protocolos principais utilizados para manter a internet em operação (BGP e Sistema de Nomes de Domínios); gestão da internet
Choques externos: Riscos de incidentes fora do sistema, fora do controle da maioria das organizações e com grandes hipóteses de efeitos em cadeia Grandes conflitos internacionais; pandemia de malware


About the Author

Edmar Rodrigues
Sou jornalista de Ti desde 1999. Tendo passado por publicações como ComputerWorld e Bit e pelos sites www.itnews.com.pt de 2002 a 2006 e www.i-tech.com.pt de 2010 a 2014. Actualmente faço a gestão do Tekie e do www.idrive.pt



 
 

 

PORTO EDITORA E SAMSUNG ASSINAM PARCERIA PARA IMPULSIONAR O DIGITAL NA EDUCAÇÃO

A Porto Editora e a Samsung assinaram terça-feira, dia 7 de novembro, uma parceria que tem como principal objetivo impulsionar a utilização do digital na educação. Para tal, a maior editora portuguesa e uma das maiores emp...
by Edmar Rodrigues
 

 
 

“Descubra” é a melhor APP para o turismo

A APP “Descubra” foi reconhecida pela ACEPI – Associação da Economia Digital – com o Prémio Melhor APP de Turismo Nacional, na edição de 2017 dos Prémios Navegantes XXI. O download é gratuito! Com uma interface d...
by Edmar Rodrigues
 

 
 

A HP Anuncia a Workstation Destacável mais Poderosa do Mundo

A HP apresenta a Workstation  destacável mais poderosa do mundo, concebida para responder às necessidades de desempenho e mobilidade de artistas, designers e profissionais de imagens digitais, que precisam de utilizar o Adob...
by Edmar Rodrigues
 

 

 

Puro apresenta novo adaptador multiportas Type-C

A Puro, representada em Portugal pela Projecto Visual, reforçou a sua gama de carregadores com o lançamento do adaptador Type-C HUB 6-em-1, compatível com a maioria dos dispositivos USB-C, e que permite adaptar vários tipos...
by Edmar Rodrigues
 

 
 

Huawei Mate 10: a verdadeira inteligência para o melhor desempenho de smartphone

Alimentado por Inteligência Artificial, o HUAWEI Mate 10 Pro é o smartphone mais poderoso do mundo. Entende os comportamentos dos utilizadores e gere de forma dinâmica e inteligente os recursos móveis, atendendo a todos os ...
by Edmar Rodrigues
 

 




 
%d bloggers like this: