Tekie
By iTech



Beyond

24/07/2015
 

Com porteger a sua segurança online

 

Actualmente, é possível encontrar, em poucos segundos, mais dicas de segurança do que aquelas que irá utilizar em toda a sua vida. Com tanta informação disponível, é difícil saber quais as dicas a que deveríamos dar prioridade e o porquê.

Questões como “ Por que é que as pessoas fazem determinadas escolhas de segurança (e não outras?)” e “Como é que a comunidade de segurança comunica, de forma eficiente, as suas melhores práticas? são o coração de num novo documento intitulado“… ninguém pode piratear a minha mente”: Comparando as práticas de segurança entre peritos e não peritos em segurança” que a Google irá apresentar esta semana no Symposium on Usable Privacy and Security no Canadá.

Este paper destaca os resultados de dois estudos – um com 231 peritos em segurança e outro com 294 internautas que não são peritos em segurança – nos quais os dois grupos foram questionados sobre quais as medidas que adoptam para estarem seguros on-line. Queríamos comparar e ver os contrastes das respostas dadas pelos dois grupos e perceber melhor as diferenças que pudessem existir.

As 5 principais práticas de segurança de “Peritos” e “Não Peritos”

Em baixo estão descritas as principais práticas de cada um dos grupos de acordo com os resultados do estudo realizado:

 

As 5 principais práticas dos “Peritos”:

  1. Instalação de actualizações de software
  2. Utilização de palavras-passe únicas
  3. Utilização de autenticação em dois passos
  4. Utilização de palavras-passe fortes
  5. Utilização de Gestor de palavras-passe

 

As 5 principais práticas dos “Não Peritos”  

  1. Utilização de anti-vírus
  2. Utilização de palavras-passe fortes
  3. Alteração frequente de palavras-chave
  4. Visitar apenas sites conhecidos
  5. Não partilhar informação pessoal

 

Pontos em comum: Gestão cuidadosa das palavras-passe

 

Claramente a gestão clara e cuidada da palavra-passe é uma prioridade para ambos os grupos. Mas depois diferem na abordagem.

Os peritos em segurança acreditam fortemente no gestores de palavras-passe, serviços que guardam e protegem as palavras-passe num único local. Os peritos utilizam os Gestores de Palavra-passe – pelo menos para algumas das suas contas – três vezes mais frequentes do que os não peritos. Um perito referiu mesmo que: “Os Gestores de palavras-passe mudam todo o cálculo porque possibilitam ter ao mesmo tempo palavras-passe fortes e únicas.

Por outro lado, apenas 24% dos não peritos disseram utilizar Gestores de palavras-passe em algumas das suas contas contrastando com os 73% dos peritos. As nossas conclusões sugerem que esta diferença acontece por falta de informação sobre os benefícios dos Gestores de palavras-passe  e/ou a falta de confiança nestes programas. “Eu tento lembrar-me das minhas próprias palavras-passe porque ninguém pode piratear a minha mente”, explicou um não perito.

Principais diferenças: actualizações de software e software anti-vírus

Apesar de alguma sobreposição as respostas dadas pelos  peritos e não peritos foram substancialmente diferentes.

35% dos peritos e apenas 2% dos não peritos afirmaram que a instalação de actualizações de software era uma das suas práticas de segurança mais importantes. Os peritos reconhecem os benefícios das actualizações – “Patch, patch, patch, “ afirma um perito – enquanto que os não peritos mostram não estar devidamente esclarecidos acerca dos mesmos e também mostram alguma preocupação sobre os possíveis riscos das actualizações de software. Um não perito disse: “ Eu não sei se a actualização de software é sempre segura”. “E se descarregar software malicioso?” ou “Na minha opinião, as actualizações automáticas de software  não são seguras pois pode ser uma entrada de conteúdo malicioso.”

Entretanto, 42% dos não peritos – contra apenas 7% dos peritos – afirmam que o facto de terem software antivírus é uma das três coisas que fazem para estarem seguros online. Os peritos reconhecem os benefícios dos softwares de antivírus mas alertam para o facto de poder dar aos utilizadores uma falsa sensação de segurança pois não se trata de uma solução à prova de bala.

 

Próximos passos:

De imediato, encorajamos todas as pessoas a ler o paper na sua totalidade, a experimentar as práticas de segurança mais recomendadas pelos peritos e também a reverem as nossas dicas de segurança para manter a informação segura no Google.

De uma forma mais ampla, as nossas pesquisas destacam percepções erradas e fundamentais acerca das práticas básicas de segurança online. As actualizações de software, por exemplo, são uma espécie de “cintos de segurança” que dão maior protecção on-line ao utilizador. Mas, mesmo assim, muitos dos não peritos, não consideram as actualizações uma boa prática como também pensam – de forma errada – que as actualizações podem ser um risco para a segurança online.

Nenhuma das práticas indicadas em ambas as listas – peritos e não peritos – tornam os utilizadores menos seguros. Mas, há claramente espaço para melhorar a forma como as práticas de segurança são prioritizadas e comunicadas à grande maioria dos utilizadores (não peritos). Estamos ansiosos por poder ultrapassar este desafio.



About the Author

Edmar Rodrigues
Sou jornalista de Ti desde 1999. Tendo passado por publicações como ComputerWorld e Bit e pelos sites www.itnews.com.pt de 2002 a 2006 e www.i-tech.com.pt de 2010 a 2014. Actualmente faço a gestão do Tekie e do www.idrive.pt



 
 

 

PORTO EDITORA E SAMSUNG ASSINAM PARCERIA PARA IMPULSIONAR O DIGITAL NA EDUCAÇÃO

A Porto Editora e a Samsung assinaram terça-feira, dia 7 de novembro, uma parceria que tem como principal objetivo impulsionar a utilização do digital na educação. Para tal, a maior editora portuguesa e uma das maiores emp...
by Edmar Rodrigues
 

 
 

“Descubra” é a melhor APP para o turismo

A APP “Descubra” foi reconhecida pela ACEPI – Associação da Economia Digital – com o Prémio Melhor APP de Turismo Nacional, na edição de 2017 dos Prémios Navegantes XXI. O download é gratuito! Com uma interface d...
by Edmar Rodrigues
 

 
 

A HP Anuncia a Workstation Destacável mais Poderosa do Mundo

A HP apresenta a Workstation  destacável mais poderosa do mundo, concebida para responder às necessidades de desempenho e mobilidade de artistas, designers e profissionais de imagens digitais, que precisam de utilizar o Adob...
by Edmar Rodrigues
 

 

 

Puro apresenta novo adaptador multiportas Type-C

A Puro, representada em Portugal pela Projecto Visual, reforçou a sua gama de carregadores com o lançamento do adaptador Type-C HUB 6-em-1, compatível com a maioria dos dispositivos USB-C, e que permite adaptar vários tipos...
by Edmar Rodrigues
 

 
 

Huawei Mate 10: a verdadeira inteligência para o melhor desempenho de smartphone

Alimentado por Inteligência Artificial, o HUAWEI Mate 10 Pro é o smartphone mais poderoso do mundo. Entende os comportamentos dos utilizadores e gere de forma dinâmica e inteligente os recursos móveis, atendendo a todos os ...
by Edmar Rodrigues
 

 




 
%d bloggers like this: