Tekie
By iTech



iDrive

31/07/2015
 

GT Line, melhorar o já de si bom

O 308 está a ter uma carreira comercial invejável, revelando-se uma aposta certa da Peugeot, numa altura em que o mercado não estava a conhecer os seus melhores dias. Algo que se reflectiu em especial no grupo PSA, o 2º maior da Europa, que fazia depender a maioria das suas vendas no mercado Europeu.

Mas a Peugeot não se deu por derrotada e reformulou toda a sua gama, desde o 208, que foi buscar o charme do 205 e 206, passando pelo 508 e acabando no 308 II que não poderia ser mais diferente que o modelo que veio substituir, quer na plataforma, mas principalmente na filosofia. O 308 foi herdeiro do 307 que procura ser um misto entre monovolume e o tradicional “hatchback”.

peugeot-308-gt-line_6

O 308 II assumiu-se desde logo como um hatchbak, viu as suas dimensões exteriores diminuir, as suas dimensões interior aumentar e deu continuidade ao icockpit estreado no 208, mas aqui mais envolvente e na nossa opinião, mais bem conseguido. As diferenças e aumento de qualidade foi de tal ordem que lhe foi atribuído o titulo de carro do ano 2014.

2015-Peugeot-308-GT-live-in-Paris-Motor-Show-2014-13-1200x799-728x484

Apesar do sucesso de vendas, o segmento C, onde se insere o 308, é o mais competitivo do mercado Europeu, portanto, a Peugeot não adormeceu debaixo da bananeira e sabendo-se de ante-mão a apetência dos consumidores por carros com pendor desportivo, a Peugeot lançou a GT Line. E foi esse o carro que testámos.

308gtline

O motor utilizado é a nova versão do best seller 1.6 HDI, nesta encarnação com 120 CV. Para além dos apontamentos estilísticos que reforçam a desportividade do modelo, o motor vem acentuar  ainda mais essa veia desportiva.

peugeot-308-gt-line_3

Claro que o ex-libris do 308 é o volante de reduzidas dimensões, já de si, claramente desportivo. E neste GT Line reforça a desportividade do modelo.

Concluindo, a versão GT Line vem tornar ainda mais apetecível um carro que de si já é bastante desejável.



About the Author

Edmar Rodrigues
Sou jornalista de Ti desde 1999. Tendo passado por publicações como ComputerWorld e Bit e pelos sites www.itnews.com.pt de 2002 a 2006 e www.i-tech.com.pt de 2010 a 2014. Actualmente faço a gestão do Tekie e do www.idrive.pt



 
 

 

Refinamento da espécie

508 foi lançado com o objectivo de substituir dois carros, o 407 e o o 607. Isto porque o segmento do 607 (segmento E) era dominado pelas ofertas premium alemãs e o do 407 (D) estava em risco. Quer pelos ataques do trio alem...
by Edmar Rodrigues
 

 
 

DS5, novo modelo de uma nova marca

Não é bem verdade, o D5 não é um modelo novo, só que antes era conhecido como Citroen DS5 e depois do grito do Epiranga é apenas DS5. Contrariamente à estratégia da Fiat com o 500, da Mini e da Vw com o New Beetle a Cit...
by Edmar Rodrigues
 

 
 

GT Line, melhorar o já de si bom

O 308 está a ter uma carreira comercial invejável, revelando-se uma aposta certa da Peugeot, numa altura em que o mercado não estava a conhecer os seus melhores dias. Algo que se reflectiu em especial no grupo PSA, o 2º ma...
by Edmar Rodrigues
 

 

 

Nova roupa, as mesmas ambições

O Citroen C4 tem uma missão ingrata em Portugal, representar a Citroen no segmento mais concorrido, sem uma carrinha. Será que os retoques na roupagem irão aumentar as vendas? Este é um problema que já leva uma década, as...
by Edmar Rodrigues
 

 
 

C1 e 108: Gémeos á defesa

O C1 e o 108  dominaram o mercado dos pequenos citadinos desde o seu lançamento em 2005 (o Peugeot chamava-se 107) e com isso em mente a segunda geração evoluiu, especialmente no design, pois a plataforma é a mesma , mas a...
by Edmar Rodrigues
 

 




 
%d bloggers like this: